ETERNAL SORROW - The way of regret.


O que dizer sobre a importância do ETERNAL SORROW para o Doom nacional? Basta relembrar que é uma das referências do estilo por aqui, sobretudo, devido a sua fidelidade àquele Doom metal primoroso, rústico e instigante do final dos anos 80, praticado com maestria por bandas como AMORPHIS, CREMATORY e ainda um pouco do PARADISE LOST em início de carreira. Este “The way of regret”, primeiro registro é indiscutivelmente um clássico, pois tudo neste trabalho é executado com uma sincronia impressionante, ou seja, riffs de guitarra muito bem alinhados com a bateria e vocal que se encaixa com precisão ao instrumental, por exemplo. O ouvinte já pode ter uma noção do esbanjo de qualidade na faixa titulo que faz a abertura do álbum, que já marca na primeira audição. Tente não se impressionar com os vocais desesperados de ‘Final state of depression’ e o clima glacial de ‘Dreams of reality’. Até mesmo a instrumental ‘Memories’ que introduz a voraz ‘Funeral waltz’, é muito boa de ouvir, com bases de teclado muito bem feitas. Já a ‘Funeral waltz’ tem a levada mais arrastada e sufocante de todas. A entrada com vocal lírico e flauta “peruana” de ‘The twilight of life’ que lhe dão uma bela cobertura, além de suas várias mudanças atmosféricas e passagens sombrias, e os riffs a lá speed/thrash de ‘Shadow of a sorcerer’ são outros bons destaques. Esta é uma banda que não somente pelos seus quase 20 anos de estrada, e principalmente, pela eficácia do que se propõe a fazer, merece a devida atenção não só nacional, mas mundialmente. Indiscutível.

Faixas
1-Eternal sorrow
2-Final state of depression
3-Lonely sufferance
4-Dreams of reality
5-Memories
6-Funeral waltz
7-The twilight of life
8-My silence
9-Shadow of a sorcerer
10-Epilogue

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas