STATIK MAJIK: "A gente faz do palco uma grande festa".



Nesta entrevista, eu tive a satisfação e honra de bater um papo com Luis Carlos, baterista e fundador da banda STATIK MAJIK do Rio de Janeiro, a qual acaba de celebrar seus 10 anos de vida , levando na costa o título de a maior Banda de Stoner Metal do Brasil. Nesta entrevista teremos várias surpresas entre elas fatos e acontecimentos Históricos da banda passados na época do debut "Stoned On MusiK" (2010), além de detalhes sobre o novo álbum que está prestes a chegar, sobre á Tour Européia e de toda a trajetória da banda desde meados de 2002 com seu longo caminho até os dias de Hoje. Acompanhe trechos da Entrevista.

1.O mais novo trabalho da banda se chama “Stoned on Musik” e mesmo lançado no ano de 2010, a banda hoje colhe grandes frutos como reconhecimento por parte do público e dos fãs, e revistas em geral. Quais foram os ingredientes nesse primeiro debut da banda?

Luis Carlos – Persistência, pois no meio do caminho das gravações perdemos um vocalista e um guitarrista, então, eu e thiago (Velásquez, baixo e voz) seguimos em frente e tivemos que nos virar para que o trabalho fosse lançado, sem contar com o grande apoio que tivemos do Flavio e do Ivan do estúdio HR.
2.A produção ficou a cargo de Flavio Pascarillo (baterista da banda Nordheim e Tribuzy), o que vc´s acharam da sonoridade final, e se fossem mudar algo, o que mudariam no álbum?
Luis Carlos – Sinceramente eu não mudaria nada, aliás, nem das demos, de ep, de nada. Acho que foi o que tinha que ser, só gostaria que na época do Stoned tivessemos um guitarrista efetivo e que de preferência já fosse o Thiago D`Lopes, pois gravamos com guitarrista convidado e tivemos uma pequena participação do Artur, mas o Thiago é mais a cara da Banda, porém eu adoro a sonoridade desse album e acho que existe grandes músicas nele.

3.Pra mim a faixa do álbum “Statik Majik” se tornou um hino, qual faixa pra vc´s é mais cantada nos shows da banda e que se torna impossivel deixar fora de seu set list?

Luis Carlos - Eu também gosto bastante dela, tanto é que a gente fez um clipe dessa música e sempre temos que toca-la. A faixa que seria impossível deixar de tocar seria “Shadows of Hope”.

4.Falando ainda do primeiro disco da banda, quanto tempo demorou pra gravarem todo o disco, e quem fez a arte da capa?
Luis Carlos - Quase dois anos e quem fez nossa arte foi o Andre Guimarães, um grande amigo e genial webdesigner carioca.

5.A Banda divulga arduamente o clipe da faixa "Statik Majik", como foi a gravação do mesmo, e quais os frutos desse mídia que a pouco tempo é usada pelas bandas brasileiras?

Luis Carlos - Fizemos em dois dias, em um dia gravamos a parte em que tocavamos e no outro com a participação da Adriana, a menina assustada do clipe (risos). Esse clipe repercutiu muito bem, tanto que tem quase 8 mil acessos no youtube, o que considero muito bom, foi uma pena que só pudemos lançar apenas um clipe pro cd “stoned”. Para o novo cd pretendemos lançar pelo menos uns 2 ou 3 clipes.

(Clique na link abaixo para ler a Entrevista na íntegra)


Fonte: 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas