CELTIC FROST - Morbid Tales


Por Lucas Araújo Alves

1984: A Invasão dos Mini Álbuns do Heavy Metal Extremo: Agressividade, Velocidade, Peso e Blasfêmia. Depois dos primeiros lançamentos de VENOM, METALLICA e SLAYER, o Heavy Metal evidenciava que precisava ser mais veloz, primitivo e até mais underground do que até então já era. A partir de 1983, jovens incrédulos despertavam suas fúrias por sons viscerais, famintos por heavy metal e hardcore, eles criavam bandas com características sonoras cada vez mais rápida e pesada. Surgiam nos porões imundos do planeta, grupos que cuspiam ódio e respiravam caos.

O CELTIC FROST era uma dessas bandas da primeira safra da música extrema. O nome do conjunto foi extraído de uma canção dos doutrinadores do épico Heavy/Doom americano, o integro CIRITH UNGOL. Que antes do asqueroso HELLHAMMER já carregava a áurea de pior banda do mundo. Pior era o crânio esmagado daqueles idiotas rotuladores!

O CELTIC FROST veio das cinzas malditas do incrivelmente asqueroso HELLHAMMER, um dos filhos mais penumbrosos e caóticos do necrotério denominado Metal Negro.

Lançado no também abominado ano de 1984, via Noise Records, o primogênito ‘’Morbid Tales’’ é um EP denso, cuja musicalidade apresentada é carregada de pedais duplos, guitarras abafadas e vocais personalizados, cheios de urros no melhor estilo gutural tosco (UH)! 
Composto por Tom Warrior (vocal e guitarra), Martin Eric Ian (baixo) e Stephen Priestly (bateria) este pequeno registro é uma das raízes do bastardo metal da morte.

O disco abre com a introdução sinistra “Human”, que na verdade é apenas um susto que antecede a pancada “Into The Crypt Of Rays’’. Pauladas sonoras como “Visions Of Mortality”, “Nocturnal Fear” e “Procreation Of The Wicked” estão presentes nesta obra maldita, que segue dilacerando os ouvidos alheios até hoje. "Morbid Tales" é a combinação entre Death Metal cru, temperado com influencias do Punk e Hardcore. O melhor disco de afinações baixas do metal underground 80’s. Um combo eterno do Death metal.

O disco tem formatos diferentes, há duas versões distintas do EP. A versão Americana consta as faixas: ‘’Dethroned Emperor’’ e ‘’Return To The Eve’’. O vanguardista e inteligente CELTIC FROST fez e faz escola até os dias atuais, Thomas Warrior é um das mentes mais criativas do gênero. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas