IRON ANGEL - Hellish Crossfire



Por Lucas Araújo Alves

A velocidade iniciada nos primeiros discos de ícones metálicos como RAVEN, ACCEPT, VENOM e TANK influenciou vários grupos de Speed Metal. Natural da cidade de Hamburgo (Alemanha), o IRON ANGEL é um dos ícones do som velocista, chamados de Judas Priest do speed metal. 

O debute “Hellish Crossfire’’ é uma avalanche sonora. O vocal rouco e esganiçado de Dirk Schröder é uma versão mais extrema de UDO (Accept). O trabalho das guitarras é rápido e pesado, os guitarristas cospem riffs na velocidade da luz.

A sequência das faixas "destrói" o tímpano do ouvinte “The Metallian”, “Sinner 666”, ‘’Black Mass’’(Peso Absurdo), “Legions Of Evil” são ataques absolutos de metal enlouquecedor. 

Mesmo que a arte de "Hellish Crossfire" remeta a algo de bandas clássicas como Cirith Ungol ou Manilla Road, o que ouvimos no disco é puro Speed Metal bestial. 

A velocidade e o peso desse álbum mostra um dos melhores momentos da malevolência do aço teutônico. Assim, como o inicio do RUNNING WILD, LIVING DEATH e GRAVE DIGGER Digger. O IRON ANGEL agradava fãs die hards de KREATOR, CELTIC FROST, VENOM, SLAYER, EXODUS, entre outros. Não fazia da trupe de conjuntos extremos, mas eram indecentemente empolgante e veloz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas